AMILASE CINETICA LIQUIDA 60ML (1770020)

Finalidade Método cinético a 405 nm para a determinação de amilase em soro, plasma ou urina. Substrato CNPG3. Significado clínico A amilase, produzida principalmente no pâncreas exócrino e nas glândulas salivares; divide as uniões a 1-4 glicosídicas dos polissacarídeos (amido e glicógeno). Encontra-se aumentada no soro de pacientes com pancreatite aguda, alcançando os valores mais elevados entre 24 e 30 horas após o ataque, declinando logo para voltar aos níveis normais nas 24 e 48 horas seguintes. A excreção urinária da enzima também está aumentada neste caso, persistindo a hiperamilasúria por 3 a 5 dias, tão logo a atividade sérica tenha alcançado níveis normais. Também é possível encontrar valores aumentados em qualquer caso de “abdômen agudo” ou intervenção cirúrgica em regiões próximas ao pâncreas. As parotidites bacterianas e caxumba também estão relacionadas com elevações nos níveis de amilase sérica. Fundamentos do método A a-amilase hidrolisa o substrato definido 2-cloro-p-nitrofenil-a-D-maltotriósido (CNP-G3) para liberar 2-cloro-p-nitrofenol (CNP), formando-se 2-cloro-nitrofenil-a-D-maltósido (CNP-G2), maltotriose (G3) e glicose. O CNP absorve a 405 nm e a velocidade de formação da cor é diretamente proporcional à atividade enzimática. Reagentes fornecidos A. Reagente A: solução contendo CNP-G3 2,25 mmol/L, cloreto de cálcio 5 mmol/L, cloreto de sódio 70 mmol/L, tiocianato de potássio 900 mmol/L e tampão MES pH 6, 100 mmol/L. Apresentação – 2 x 30 mL BULA: https://drive.google.com/file/d/1XL6_Pu2TRC96TuTf6owGdmY9xSKQVNFC/view

Dimensões6,5 × 9,5 × 9,5 cm

Horário Comercial

Segunda-feira: 07:00 até as 18:00.
Terça-feira: 07:30 até as 18:00.
Quarta até Sexta: 08:00 até as 18:00.

Rolar para cima